quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Consciência tranquila...

Garotinho voltou ontem em seu blog à carga sobre denúncias de irregularidades na contratação de shows pela Fundação Zumbi dos Palmares na gestão indicada pelo PT, no governo Mocaiber. Desta feita provocado pelo Ministério Público, republicou as denúncias e afirmou que encaminhará documentação comprovando-as ao Ilmo. Promotor Êvanes Amaro Soares Jr..
Este assunto deve causar especial constrangimento ao ex-PT local, mas não aflige a consciência deste blogueiro e de outros dirigentes e militantes destacados do partido. Quem lê este blog pode constatar em diferentes ocasiões nossas ponderações, críticas e descontentamento em sucessivos episódios - definição pela participação no governo Mocaiber, PED 2007, e composição com Arnaldo /Mocaiber. Bem acompanhado por quadros como Luciano D'Angelo, Roberto Moraes, Renato Gonçalves, Silvano, Félix Manhães entre outros, questionei sempre estas atitudes a alertamos para os perigos de tais composições.
Agora não adianta o recurso pueril a replicar Garotinho com outras acusações. Cabe ao MP, à Justiça e a polícia a apuração das denúncias e de eventuais responsabilidades de filiados do partido no episódio. Não nos cabe julgar ninguém, tampouco os companheiros que protagonizaram tais atitudes políticas. Contudo, independente do que as investigações do MP apontarem, fica configurado os equívocos seguidos da maioria da atual direção partidária em Campos. Não era preciso ser pitonisa para perceber que a tática resultaria em trapalhada. Que independente de "culpa", ao aproximar-se de um governo apodrecido - o que era sabido - se abriria o flanco para se ver envolvido em toda sorte de desvios éticos e atos de improbidade.
Apesar da consciência tranquila, impossível deixar de lamentar o caminho trilhado, em vão.

7 comentários:

Anônimo disse...

"Quem com porcos junta, farelo come."
"Diga-me com quem andas, que direis que és".
Ditados não faltam,mas sim vergonha na cara . Vamos botar essa turma para fora.

Anônimo disse...

Botar para fora não basta! É fundamental revitalizar o partido com a participação qualificada da sociedade civil. Além é claro de formular uma política de filiação criteriosa e consistente. Em política não se vence demonizando (ou criminalizando) os outros, é necessário vencer no mérito e no voto (sem garrafas!).
Gustavo

felixmanhaes disse...

Meu caro Fábio, já era previsto e para isso não faltaram avisos. No entando, tenho a idéia de que a instituição PT não pode sucumbir apesar dos desacertos. Concordo com o anônimo, precisamos qualificar a partcipação da sociedade civil. Afinal o Partido tem em suas instâncias e no seu perfil democrático amplas possibilidades dessa representação qualificada produzir boas políticas e bons políticos.

felixmanhaes disse...

Companheiro Fábio, voltando no tempo, determinados companheiros deveria engolir o que fizeram com você naquela convenção do Partido em junho de 2008. Só mesmo o tempo e os fatos para corrigirem as injustiças cometidas. Agora, quem deu a luz Matheus (não é aquele!), que o embale.

Xacal disse...

os ex-petistas vão dar o cú ao capeta...!

Renato disse...

Fábio,
apenas alguns detalhes para reforçar seus argumentos.
Se é verdade que o PT decidiu por entrar no Governo Mocaiber,também é verdade que a nomeação de Alberto para FZP aconteceu na vespera da telhado de vidro,tendo o PT decidido que não integraria o governo RH e não retornaria caso Mocaiber voltasse.
Portanto ainda que diante de uma cômoda omissão,oficialmente o PT não era mais governo o que torna ainda mais grave a posição de Alberto pois além de todas as denúncias também não atendeu a deliberação do partido.
Um abraço,Renato Gonçalves.

ruivo disse...

estamos nessa contigo companheiro!

nao serao uma meia duzia de gato pingado e gananciosos q nos farao desistir da luta.