quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Ainda Flamengo X Botafogo!

Conforme prometido, volto ao assunto da final da Taça Guanabara, entre Flamengo e Botafogo. Final boa é assim, rende a semana toda. Sei que não há mais nenhuma novidade nestes comentários. Mas fica o registro, com base em apontamentos feitos durante o jogo.

Até ontem discuti o lance do penalti - que deveria ser INQUESTIONÁVEL - com meus colegas botafoguenses Renato Barreto, Ruberval e Maicon (todos professores do Alpha) e com vários alunos, botafoguenses e outros membros da "arco-íris". Tenho sustentado o que registrei no ato do lance: não se explica a reação dos alvi-negros e mesmo do - bom - técnico Cuca, que invadiu o campo. O Ferrero efetivamente agarrou a camisa do Fábio Luciano, isto foi evidente, o árbitro viu: penalti, inapelável!

Quanto às expulsões. Até agora não entendi o que se passou nas cabeças de Souza e Castillo ao ficar brigando pela bola e retardando o reinício do jogo. Naquele momento o jogo estava empatado, e como o regulamento fajuto da FERJ previa partida única, acho que o empate não interessava a ninguém. O estranhamento entre os dois só se explica pelas rusgas entre ambos em lances anteriores. É verdade que Zé Carlos não deveria ser expulso. Mas Castillo sim. E aí? Seria melhor para o Botafogo ficar sem seu goleiro titular? Alguém aí lembra das performences dos arqueiros botafoguenses em 2007? A expulsão de Lúcio Flávio se justifica pela falta por trás, em Juan. E ainda houve uma entrada violentíssima de Ferrero em Cristian, que deveria ser também punida com a exclusão. Não há o que questionar!

O jogo em si foi equilibrado. Normal, pois reuniu duas boas equipes. De fato, as melhores do Rio hoje. O Mengão foi melhor no início, mas, sem objetividade, deixou o Fogo abrir o placar em belo gol de Welington Paulista. A partir daí o alvi-negro foi melhor até o empate rubro-negro. Com o placar igual e com as expulsões, o Fla apertou, até Tardelli acertar o belo toque que resultou no gol do título.

O Flamengo ganhou a Taça Guanabara graças ao planejamento, à manutenção da base do time que conquistou a vaga na Libertadores (3º colocado no Brasileirão) no campo e aos bons reforços contratados, dando opções ao Joel.

O blogueiro respeita a dor e o choro do grupo do Botafogo. Mas não é possível permitir que insinuações levianas embotem o brilho da conquista rubro-negra! Eu compreendo o choro alvi-negro como uma decepção com os resultados de um trabalho que vem sendo bem desenvolvido dentro e fora do campo, em busca de um título que não vem. O Cuca, após a boa campanha de 2007, montou um novo time em menos de dois meses. Lamentamos o afastamento do Bebeto, que reestruturou o clube de General Severiano e - se não rever sua decisão - fará falta como símbolo de virtude no ambiente viciado do futebol brasileiro. Nós rubro-negros, contudo, não podemos ser acusados por mais um resultado positivo do bom trabalho de Joel e da atual diretoria. O Flamengo não faz parte da cúpula da FERJ, e assim como o próprio Botafogo e o América, não votou com o atual presidente da Federação!

Um comentário:

Xacal disse...

Caro Fábio,

A TRolHa "premiou" esta semana o ex-atual-licenciado-afastado-choroso presidente Bebeto com o troféu TROLHADA DA SEMANA...
Confira no blog...

Saudações bi-campeãs...

Sorry, viúvas do créu...