quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Breve comentário sobre a conjuntura política local.

Observando comentários em posts de outros blogs locais percebo que, passado o momento eleitoral, o véu do anonimato continua servindo a qualquer tipo de idiota, ou de mau-caráter!
Há muito açodamento nos comentários sobre o futuro governo. Alguém realmente acreditava que, eleita, Rosinha abriria mão de trabalhar com pessoas de sua confiança, que sempre estiveram com ela, historicamente e na sua campanha?
Ela montaria uma equipe de "notáveis" que não são de sua relação e não fizeram sua campanha?
Não é assim na política! E muitos dos "comentaristas anônimos" não são ingênuos. Agem assim para antecipar uma crítica que, cegamente, já optaram por fazer ao governo que só se inicia em janeiro. Deveriam ter o bom senso de esperar e observar, ou, se for questão de "fé" ou de visionarismo, ao menos aguardar o momento certo!

18 comentários:

Xacal disse...

Bom Fábio Poliana,

Vamos considerar seus argumentos, e desconstruí-los...

imaginemos que os nomes sejam os de sempre, seguindo a tradição política...ok...

então consideremos que a mudança que ela preconizava era nas atitudes e não nos nomes...ok...

então, a julgar pelos últimos episódios e declarações, só você e os "fanáticos do consenso da lapa" acreditam em mudança de métodos, senão vejamos:

1- sobre o psf: rosinha anuncia contratações "emergenciais"...
2- sobre terceirizados: rh(agar), o horrível, admite manter "quem trabalha"...
3-prestação de contas da campanha com a transparência que promete para a gestão da pmcg: cadê...?
4-linha editorial atual do "diário oficial", jornalismo de coleira: a que preço...?

Bom, meu querido otimista incorrigível...olhe que a transição só começou...

PS: marcos boca podre soares é um quadro da confiança da prefeita...?há quanto tempo estão juntos e construíram essa relação...?

Anônimo disse...

E o xacal meteu a tRolha.

FÁBIO SIQUEIRA disse...

"Meteu a tRolha?"
O Xacal apresenta argumentos - açodados - já vou a eles. O anônimo não! Vibra com o que julga ser uma ofensiva contra a serenidade que este blogueiro VAI MANTER até que considere oportuna ou consistente alguma manifestação de opinião sobre o futuro governo. é uma espécie de fundaemntalismo que não nos abala - ou pior, ressentimento ou "viuvez" com a perda de alguma boquinha! Não merece mais do que estas já longas considerações.

Agora vamos ao interlocutor identificado e que merece nosso respeito.
Xacal,
Começemos do fim:
1- Até onde sei, pelo próprio empresário Marcos Soaraes, com quem me relaciono de forma cordial, ele atuou ativamente na coordenação da campanha da Prefeita, por intervenção de seu amigo e companheiro Roberto Henriques. Nada mais sei nem me proponho a especular;
2- A linha editorial de "O Diário", se é a ele que vc se refere, mudou muito pouco antes, durante e após a campanha. Assim, estas sutilezas não me parecem capazes de causar surpresa nem mesmo de gerar especulações sobre relações inconfessáveis com um governo que ainda não opera as gordas verbas publicitárias previstas no Orçamento de Mocaiber. Em mentrevista à "Somos assim" em julho, o empresário Fábio Paes foi aparentemente muito franco ao dizer que a linha editorial do jornal seguiria intereses empresariais, algo como fazer o jornal faturar mais. Surprendente poderia ser a postura do matutino caso Arnaldo vencesse o pleito. Com relação ao PMDB sempre houve "afinidade". E independência parece não ser condizente com a gestão "empresarial" em curso;
3- Cabe à Justiça a análise sobre a "transparência" na prestação de contas da candidata do PMDB, agora Prefeita eleita;
4- Continuo um defensor intransigente do CONCURSO PÙBLICO, mas não tenho a ilusão que seja possível a substituição instantânea de todos os servidores irregularmente contratados nos últimos anos. Um calendário gradativo de concursos precisa ser construído e ao longo da primeira metade do mandato é razoável imaginar que parte dos terceirizados vão ser mantidos, nesse caso a hipótese de RH é normal. Estranho se intencionasse manter os "fantasmas"!

Concluo dizendo que não me incomoda ser clssificado de "otimista" ou ser ingênuo por boa fé. Pior seria correr o risco da leviandade. Manterei a serenidade e aguardarei o momento certo para emitir opiniões. "Sigamos em frente".

Gustavo Landim Soffiati disse...

E o meu comentário? Tem alguma trolhada indevida a não permitir que seja publicado?

Xacal disse...

Fábio, Fábio, Fábio...eu ia te responder, mas juro que ao reler seu texto para mim ficou claro...

Não carece de resposta...

Boa sorte...vai começar tudo de novo...!

Xacal disse...

PS:

"(...)Deveriam ter o bom senso de esperar e observar, ou, se for questão de "fé" ou de visionarismo, ao menos aguardar o momento certo!"

Só para não perder a viagem: esse raciocínio também se aplica na lógica inversa ou não...?

Ou leviandade é só para os críticos "açodados"...?

E os adesistas de primeira hora...os que crêem que, de plano, tudo irá dar certo, independente dos fatos e do histórico dos agentes...?

Não me parece o raciocínio apropriado de um professor de história...

isso sim parece uma questão de fé...

Imbeloni disse...

6.11.2008 15:26:36
Mais uma vitória na Justiça

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, através da 15ª Câmara Cível, por unanimidade, extinguiu a ação de improbidade administrativa contra a ex-governadora Rosinha Garotinho, proposta pelo Ministério Público, que alegava a existência de danos ao erário público, no âmbito da secretaria estadual de Saúde, na sub-contratação de ONGs.

Na mesma decisão, o Tribunal de Justiça mandou desbloquear os bens de Rosinha Garotinho e afirmou que ela não pode figurar como ré, na referida ação civil pública.

O julgamento foi há dois dias, porém os mesmos jornais que estamparam manchetes escandalosas, fazendo condenações prévias, não deram uma linha sequer a respeito da decisão do Tribunal de Justiça.

O Globo, que deu manchetes sensacionalistas de primeira página, nem tocou no assunto. A única nota publicada na imprensa, saiu na coluna de Márcia Peltier, no Jornal do Commercio.

É bom lembrar nessas horas as palavras de alguém, que as Organizações Globo conhecem muito bem: Joaquim Falcão, membro do Conselho Nacional de Justiça e ex-presidente da Fundação Roberto Marinho.

“Imprensa não é justiça. Esta relação é um remendo, um desvio institucional. Jornal não é fórum. Repórter não é juiz, nem editor é desembargador. E quando, por acaso acreditam ser, transformam a dignidade da informação, na arrogância da autoridade que não têm.
Não raramente, hoje, alguns jornais ao divulgarem a denúncia alheia, acusam sem apurar. Processam sem ouvir. Colocam o réu, sem defesa na prisão da opinião pública. Enfim, condenam sem julgar. Na ânsia da denúncia, que vende e dá prestígio, são imprudentes.”

Estas sábias palavras de Joaquim Falcão, foram publicadas no jornal O GLOBO, no dia 06/06/1993, na página sete. Deveriam servir de lição aos repórteres e editores apressadinhos, que tentam destruir reputações à base de informações prematuras e inverdades.

Blog do Garotinho

Parco disse...

Viva o xacal!

Anônimo disse...

gostei fabio,com essa o sabedor d tudo o infalivel,o inteligentissimo xacal ficou ate calado. vamos desejar boa sorte a prefeita eleita,que faça um bom governo e nao ficar criticando quem ainda nem assumiu vamos respeitar a vontade da maoria do povo de campos que preferiu eleger a rosinha!!!! xacal volte pra sua trolha!!!!!!!!

Imbeloni disse...

Juiz do Trabalho proíbe recontratação dos 40% dos terceirizados e determina a demissão dos outros 60% dentro de 30 dias e não mais no final do ano

Na decisão, tomada ontem, 05/11/08, o Juiz do Trabalho, Roberto Alonso Barros Rodrigues Gago, determinou que os 40%, já dispensados, não sejam recontratados e que os 60%, que só seriam demitidos no final deste ano, sejam demitidos em 30 dias. O Juiz ressaltou ser “forçoso concluir que os referidos trabalhadores permanecem vinculados às empresas fornecedoras da mão-de-obra.”

A decisão é conseqüência do pedido feito pelo Ministérios Públicos, do Estado do Rio de Janeiro e do Trabalho, nas pessoas do Promotor de Justiça Êvanes Amaro Soares Jr. e do Procurador do Trabalho José Manoel Machado, na 2ª Vara do Trabalho, em Campos, onde foi solicitado o afastamento de todos os terceirizados que prestam serviços na Prefeitura.

O pedido está baseado na decisão do Ministro do STF, Joaquim Barbosa, que negou eficácia às cláusulas 3ª, 4ª e 5ª, do TAC judicial celebrado entre os Ministérios Públicos e a Prefeitura de Campos, que previam dispensa gradativa dos terceirizados.

Na decisão o referido Ministro ainda enfatizou a eficácia das cláusulas 8ª e 9ª. A cláusula 8ª proíbe o município de renovar ou realizar novos convênios, contratos, parcerias ou acordo para fornecimento de mão-de-obra. A Cláusula 9ª diz que os compromissos assumidos na cláusula 8ª se estendem aos serviços ligados a atividade-meio, sempre que houver pessoalidade e subordinação, como é o caso dos terceirizados que prestam serviços à Prefeitura de Campos.

Ocorre que todos os contratos com as empresas terceirizadoras de mão-de-obra já se exauriram, portanto o município não pode renová-los, ficando impedido de prosseguir pagando a essas empresas.

O TAC permitia ao Município pagar diretamente aos trabalhadores, tendo sido anuladas as cláusulas 3ª, 4ª e 5ª, que davam essa permissão. O prefeito Alexandre Mocaiber acaba de ser intimado sobre a decisão do juiz Roberto Alonso Barros Rodrigues Gago.

posted by Roberto Moraes at 16:54

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Querido Gustavo,
Seu - outro - comentário só não foi publicado porque... por alguma razão da informática, que esse blogueiro desconhece, não veio parar nesta moderação! Rs, rs, rs,

Aqui jamais haverá censura para alguém elegante como vc! Repita e será certamente publicado.
Abraço,
E parabéns pelo blog!!

Anônimo disse...

Fabio, leio sempre seu blog e respeito seus coméntarios mais quem é Marcos Soares quem conhece sabe que é uma pessoa que não tem capacidade de exercer um cargo desse tipo; cuidar dos eventos do Farol é um pouco demais. Rosinha tá de sacanagem com seus eleitores que confiaram nela o seu voto!!!! Vai lá no Saldanha da Gama e pergunta sobre a conduta de Marcos

Gustavo Landim Soffiati disse...

Sinto-me duplamente agradecido, Fábio. Mas não guardei o comentário que, por ser um tanto longo, não posso reescrever agora. De qualquer forma, o teor dele era mais ou menos o mesmo do que publiquei a respeito do assunto no blog do Xacal.

FÁBIO SIQUEIRA disse...

O blog se coloca a disposição do Marcos Soares para qualquer consideração que julgar pertinente em resposta as referências a ele nos comentários a esse post.

Gustavo disse...

Estamos cometendo o mesmo erro de outras vezes, o que até agora não percebemos é que não teremos salvadores nem grandes mudanças, não esqueçam de onde o grupo perdedor veio. Se não quisermos que as coisas continuem como estão ou que fiquemos reféns de políticas populistas, oportunistas e assistencialistas, temos que nos organizar, sermos menos inertes e passivos e começarmos a exigir que as coisas aconteçam como prometidas, fiscalizar e colaborar com o novo governo. Nossa omissão, nossa máxima omissão, foi ela a única culpada dos desmandos no nosso município, e com certeza seremos os culpados pelos desmandos que estaão por vir a não ser que iniciemos uma nova fase em que a sociedade civil possa fazer mais dos que falar e reclamar. E demonstrando que não vim aqui para uma retórica improdutiva vou adicionar ao comentário o meu e-mail na intenção de que outras pessoas que compartilhem do meu entendimento possam me encontrar, porque na verdade acredito que o problema maior da nossa cidade é a existência de inúmeros pesamentos egoístas os quais impossibilitam as pessoas de se ajudarem.


gustavognascimento@hotmail.com

Anônimo disse...

Realmente a conduta do Marcos Soares jogando bola é horrível. eheheheh; é o que falam dele lá no Saldanha. Só isso!

Anônimo disse...

Fábio,

Você realmente tem decepcionado !!
Agora com ela, colocar-se a disposição (o blog) para defender o marcos "porca russa" soares ongarato é brincadeira.
está perdendo o respeito de todos, inclusive do xacal, que foi o único dos blogs que manteve a coerência (não apoiou ninguém e detonou "todo mundo").
Está precisando de uma boquinha para complementar a renda familiar ???

Anônimo disse...

Não estou vendo mudança alguma,pelo menos nessa transição...Auxiliadora na Educação e FMIJ,LindaMara na Chefia d Gabinete,Marcos Soares no Farol?A ex governadora só pode tá de sacanagem,daqui a pouco ela vai dar alguma secretaria a Chico da Rádio...rx