quinta-feira, 6 de novembro de 2008

É da índole...

Esse cidadão é um excelente jogador, diria brilhante...
Antes da partida de ontem, entre Botafogo e Estudiantes, dizia ao meu amigo Gutavo Manhães - botafoguense fanático - que ele poderia ser o inferno na vida do alvinegro.
Mas juro que me referia ao seu talento e recursos técnicos, que aliás, pelo que li, foram fundamentais para decidir a partida na primeira etapa. Não precisava o resto!
Aí, sou chamado de "passional" ou acusado de protagonizar "patriotadas", mas o fato é que, em geral, atletas portenhos, mesmo os mais brilhantes, tendem a comprometer seu desempenho nas quatro linhas com péssimo comportamento.
Não sou xenófobo, nem desprezo o valor dos hermanos. Gosto de Borges, de Piazzola, admiro a tenacidade dos argentinos em defesa de sua cidadania e tenho curiosidade por conhecer o país vizinho.
Mas o fato é: o personagem em destaque não tinha o direito de comprometer o espetáculo, e a sua própria atuação com catimba e milongas desnecessárias, forçando o próprio treinador a substituí-lo, e ainda provocando a sofrida torcida alvi-negra. Comportamento lamentável e criticável sim! Felizmente Messi parece não seguir esse caminho. Tomara que o novo astro da bela escola portenha não siga estes maus exemplos, a começar pelo novo "comandante"!

4 comentários:

Gervásio Neto disse...

Amigo Fábio,
não vi o jogo de ontem. Sou botafoguense apaixonado, mas com esse time que temos não dá pra sonhar com muitas coisas....
Sobre Verón, o cara joga muito, mas volta e meia apronta uma dessa....na seleção argentina era assim também...
Loucura foi o André Luiz!!! O cara é doido mesmo!!! Mas não foi a primeira vez que isso aconteceu....veja lá no blog...

grande abraço e espero que domingo a gente complique um pouco o lado de vocês...rsrs

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Caro Neto,
Bom ter vc por aqui. Tenho passado sempre pelo seu "Todo amor..."
Sei da sua paixão pela estrela solitária há muitos caranvais...
Quer saber? Acho que a sua profecia sobre domingo vai se cumprir... Estou inseguro. Esse time do Fla é tão maluco, que conto mais com vitórias contra Palmeiras e Cruzeiro, em tese mais difíceis por envolver confrontos diretos na luta pela Libertadores!
Abs.

Gustavo Alejandro Oviedo disse...

Fabio, concordo contigo que atitudes de provocação e exagero como as de Veron, ontem, são reprováveis e devem ser punidas pelo juiz como se falta fosse.

Agora, tem aquela história: quando isso é feito por argentinos, é catimba; quando feito por brasileiros, é malandragem. Se a atitude do André Luiz a tivesse feito um argentino, quero ver o que se falaria dele (impotencia, prepotencia, arrogancia,etc).

É da índole dos torcedores serem parciais no julgamento.

Xacal disse...

Esse comentário é um típico e legítimo galvãobueno, safra 2008...

Meu caro, o comportamento psicopatológico não é uma atribuição exclusiva de nacionalidade, como seu triste e xenófobo comentário faz crer...

Senão, como explicar Almir, do Bangu, Serginho Chulapa, e esse louco do André Luiz que esse ao já protagonizou aquele triste episódio em Recife, e agora essa demonstração de descontrole...

Que patriotada, dá-lhe galvão...