quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Contra as mudanças na merenda escolar!

Servidores públicos do Estado promoveram hoje a tarde, nas escadarias da ALERJ um ato contra a "privatização da merenda" nas escolas da rede estadual.
Com a substituição da merenda descentralizada por "quentinhas" o governo do Estado pretende passar a gastar R$ 2,09 com cada refeição que hoje sai a R$0,32. Além disso, a medida é um ataque ao serviço público, representando o desmonte do segmento das merendeiras. Ao instituir o fim das merendas, o que irá acontecer com mais de 5 mil merendeiras? Para onde elas vão?
De Campos partiu um ônibus com dirigentes do núcleo local do SEPE e profissionais da educação para participar do protesto.

3 comentários:

Luis Tavares disse...

Prezado Fábio
Essa tranquilidade dos gestores em geral quando se trata de fazer uso da verba publica que era para ser protegida por eles é impressionante.
O Hospital de Guarus quando da sua criação, admitiu nutricionistas e cozinheiras. Possui uma cozinha moderna e muito bem estruturada.
Não é que de um tempo pra cá a refeição ali passou a ser terceirizada?
É facil gastar verba publica ne?
E parece que esse hábito é pandêmico e aparentemente incurável.
Deus tenha piedade de nós.

Ana Paula Motta disse...

Vamos tentar impedir tal barbaridade. Resta saber quem se candidata ao novo "Rei das Quentinhas".

Xacal disse...

Conforme nossa conversa telefônica de ontem, a impressão que fica é que mudam as "mitingas", mas a merda é a mesma...!