domingo, 26 de outubro de 2008

Ah bem!

Inconformado, eu não consegui ainda digerir o apoio do PT ao candidato do PMDB à Prefeitura do Rio, Eduardo Paes.
Lendo a edição de hoje d' O GLOBO finalmente entendi com qual PT Paes é afinado: o PT do Babu - que continua "suspenso" mas elegeu o irmão Vereador e age com desenvoltura na campanha do companheiro, com a complacência de cabeças coroadas do partido.
Em declaração ao jornal, Paes defendeu o Deputado petista, segundo o prefeitável nada foi provado contra Babu. Então tá.

3 comentários:

Amaro disse...

Fabio Siqueira

Faltando menos de uma hora para o fechamento das urnas, o resultado, qualquer que seja já está sacramentado. E o ritual democrático foi cumprido, ao que parece sem maiores problemas.
Está na hora de curarmos as feridas abertas e superarmos as nossas frustrações, por a cidade não ter tido a sorte de ter melhores candidatos na disputa pela prefeitura. Não importa se votamos em um dos candidatos, se anulamos o voto ou se até mesmo nos abstemos de votar. A partir das 17 horas teremos um prefeito eleito democraticamente. E todos nós devemos acatar a decisão democrática da maioria. Porém, temos a obrigação democrática de fiscalizar e exigir transparência do futuro governo municipal, para que não se repita os erros do governo atual e dos passados, onde a gestão da coisa pública pecava pela falta de transparência.
Eu proponho, que a rede de blog’s, inicie uma campanha exigindo que o novo governo crie instrumentos que possibilitem a transparência de seus atos, em particular os financeiros.
Para iniciar a discussão, proponho que no site da prefeitura, seja divulgado e atualizado diariamente, de forma que qualquer leigo, entenda os demonstrativos das contas de todos os órgãos da prefeitura ( gabinete do prefeito, secretarias, fundações, empresas publicas, etc,), além das entradas dos royalties e sua utilização. Além de mensalmente, publicar os convênios assinados, naquele mês e as verbas liberadas, com as respectivas prestações de contas das entidades que receberam verbas públicas municipais.
Defendo também que seja publicado no site da prefeitura, a evolução patrimonial de todos os ocupantes de cargos (DAS) no governo, abrangendo um período de vinte anos, porque certamente, muitos dos novos ocupantes dos cargos, já estão na vida publica a muitos anos. E o demonstrativo de seu patrimônio, em um período mais longo, demonstrará como ele se portou quando ocupou um cargo público. Tenho certeza que se isso for feito, muita gente vai desistir de voltar a ocupar um cargo público.
Como já disse, anteriormente, estou propondo a sociedade campista, e em particular os blogueiros, que se inicie uma discussão prepositiva , para que se pressione o futuro governo a criar instrumento que de publicidade e transparência aos seus atos e governo.
Acredito que esse é um dos vários caminhos que poderemos seguir nesse período pós eleitoral.
Qual é a sua opinião?

Anônimo disse...

Inconformada, eu não consegui entender, até agora, o apoio dos dissidentes do PT, os que falavam em 3ª via, ao PMDB!

Xacal disse...

opa, me incluam fora dessa...

eu não apoiei a rosinha napô, então pode-se falar: quase todos...