sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Aos leitores do blog

Embora estejamos ainda sem contador, logo sem parâmetros para estabelecer a evolução das visitas nos últimos três meses - quando tínhamos uma média de 150 acessos diários - percebemos claramente o aumento no número de visitas a partir de alguns indicadores, sobretudo o número de comentários. É bem verdade que o contexto político eleitoral também estimula este tipo de interação com o leitor.
Contudo, este blogueiro, lamentavelmente tem sido obrigado a excluir alguns comentários - especialmente anônimos - por orientação jurídica.
Não temos a intenção de estabelecer qualquer tipo de censura, nem mesmo de recorrer à moderação prévia. Na medida do possível, continuaremos excluindo apenas excessos e citações nominais com acusações e denúncias graves e sem comprovação. Isto se dá pela razão de sermos responsáveis pela publicidade de tais informações - opiniões - e, no nosso caso, de não dispormos de assessoria jurídica para responder a questionamentos dos eventualmente ofendidos, caluniados ou injuriados. Se o volume de comentários exceder nossa capacidade de verificação amiúde do conteúdo postado, aí sim seremos obrigados a moderar previamente.
Destacamos ainda que os "critérios" da moderação até aqui exercida, questionados por um anônimo, são definidos pelo bom senso que este blogueiro julga ter. Como já disse, não serão tolerados comentários preconceituosos de qualquer natureza e acusações nominais que o blog não possa sustentar .

5 comentários:

Imbeloni disse...

Sexta-feira, Outubro 17, 2008

Vereador preso pela PF é transferido para a Polinter

O delegado da Polícia Federal, Ronaldo Menezes (na foto, com o jornalista Aloisio Balbi (e)), informou na entrevista coletiva que terminou há pouco que o vereador Marcus Alexandre (PTdoB), preso na manhã de hoje sob acusação de compra de votos, foi transferido (foto abaixo) para a Polinter e, depois, será levado para a Penitenciária Bangu 8.

Sua esposa, Valdinéia Duarte Terra, também detida, permanece no Presídio Carlos Tinoco. Ela passou mal durante o depoimento e foi atendida por uma ambulância do Corpo de Bombeiros (foto abaixo).

Como informou João Ventura aqui no urgente! na manhã de hoje, o casal vinha sendo investigado pela Operação Voto Livre. Pela manhã, foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão do vereador e da esposa.

De acordo com o delegado, o caso de Marcus Alexandre é isolado e não possui conexões com campanhas de outros candidatos.

Postado por Vitor Menezes às 18:42

Anônimo disse...

Todos dois são iguais.


SINTO VERGONHA DE MIM


Cleide Canton

Sinto vergonha de mim
por ter sido educador de parte desse povo,
por ter batalhado sempre pela justiça,
por compactuar com a honestidade,
por primar pela verdade
e por ver este povo já chamado varonil
enveredar pelo caminho da desonra.

Sinto vergonha de mim
por ter feito parte de uma era
que lutou pela democracia,
pela liberdade de ser
e ter que entregar aos meus filhos,
simples e abominavelmente,
a derrota das virtudes pelos vícios,
a ausência da sensatez
no julgamento da verdade,
a negligência com a família,
célula-mater da sociedade,
a demasiada preocupação
com o “eu” feliz a qualquer custo,
buscando a tal “felicidade”
em caminhos eivados de desrespeito
para com o seu próximo.

Tenho vergonha de mim
pela passividade em ouvir,
sem despejar meu verbo,
a tantas desculpas ditadas
pelo orgulho e vaidade,
a tanta falta de humildade
para reconhecer um erro cometido,
a tantos “floreios” para justificar
atos criminosos,
a tanta relutância
em esquecer a antiga posição
de sempre “contestar”,
voltar atrás
e mudar o futuro.

Tenho vergonha de mim
pois faço parte de um povo que não reconheço,
enveredando por caminhos
que não quero percorrer…

Tenho vergonha da minha impotência,
da minha falta de garra,
das minhas desilusões
e do meu cansaço.
Não tenho para onde ir
pois amo este meu chão,
vibro ao ouvir meu Hino
e jamais usei a minha Bandeira
para enxugar o meu suor
ou enrolar meu corpo
na pecaminosa manifestação de nacionalidade.

Ao lado da vergonha de mim,
tenho tanta pena de ti,
povo brasileiro!

***

“De tanto ver triunfar as nulidades,
de tanto ver prosperar a desonra,
de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantarem-se os poderes
nas mãos dos maus,
o homem chega a desanimar da virtude,
a rir-se da honra,
a ter vergonha de ser honesto”.

Anônimo disse...

Dados detalhados das visitas do blog: www.google.com/analytics
É só se cadastrar e seguir as instruções. Melhor que contador.

Anônimo disse...

Fábio ao meu ver você se acovardou em não apoiar seu partido estando certo ou errado.Mais te dou os parabens por postar até mesmo as criticas a você.

FÁBIO SIQUEIRA disse...

"Meu partido
É um coração partido
E as ilusões
Estão todas perdidas
Os meus sonhos
Foram todos vendidos
Tão barato que eu nem acredito
Ah! eu nem acredito..."
Cazuza