quarta-feira, 15 de outubro de 2008

DO BLOG DO VITOR LONGO

PESQUISA IMPEDIDA

Uma pesquisa encomendada por um meio de comunicação televisivo, feita por um Instituto dos mais credibilizados, foi impedida de se tornar pública, por decisão da justiça que acatou recurso de uma coligaçao envolvida no pleito do dia 26. Fontes informaram que o placar é de 51% a 42%, favorável ao candidato do voto válido.

Parece que o meio de comunicação que encomendou a pesquisa não quer ficar no prejuízo e já acionou toda sua estrutura jurídica para liberá-la ainda amanhã.

6 comentários:

Anônimo disse...

É fábio,

O medo tomou conta, impedir o único instituto de pesquisa q acertou a previsão do 1º turno.

Fábio, tudo que me contarem sobre esse pessoal do voto pendurado eu acredito.

Agora Fábio, gostaria que vc colocasse uma matéria sobre o que tem acontecido dentro das secretarias municipais. Ninguem mais trabalha, é um tal de reunião, festinhas, uma verdadeira pressão sobre os funcionários, uma humilhação geral. Gente concursada sendo obrigada a ir pra rua pedir voto, panfletar.

Isso que a justiça tem que impedir!

Anônimo disse...

Lamentável, mais uma de ali babá e seus 40 mocaibers.
impedir a pesquisa, pq??????

Sobre o q o anonimo acima falou é fato, isso tem acontecido em demasia na prefeitura, fazer o que, né? depois daquela do TSE, tudo pode nessa infeliz cidade.

Marcos

Anônimo disse...

A pouca vergona é tão grande, que um dos dois secretários afastados pela justiça agora há pouco tempo, transitam livremente dentro da secretaria e toma decisões em comun acordo com a outra afastada também que fica em casa. É mole!!!!

Imbeloni disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Que que isso meu Deus!
O que mais falta a essa cidade!

Onde se encontra a justiça!

Que absurdo!

Sodoma e Gomorra de sobra isso daqui...

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Caro Imbeloni,
Em primeiro lugar, obrigado pelo acesso!
O blog acolhe com muita honra sua atenção e seus comentários, contudo, tomamos preventivamente a medida de editar parte do comentário reproduzido por vc aqui, de forma a nos preservarmos de ações jurídicas contra as quais não temos estrutura para responder.
Segue abaixo o conteúdo essencial de seu comentário.
Espero que não se aborreça com esta pequena moderação
Abs.

De Imbeloni:

"Comentário postado no blog do Garotinho:
'Por: Sandra Morais
Garotinho,

Uma conhecida leva sua filha para fazer tratamento odontológico na Secretária da Saúde. Na última semana, quando terminou o atedimento, solicitaram uma atualização na ficha da menina e pediram o número do telefone para necessidade de troca de horários. Estranhou a solicitação quase depois de 2anos de tratamento,mas viu que havia lógica na solicitação.
Hoje recebeu uma mensagem (...) solicitando voto para o 12 para garantir a continuidade do tratamento.
A apelação está muito grande.'"