sábado, 18 de outubro de 2008

Baixaria

Tal qual a covarde ação contra a exibição de imagens de LULA no programa de Odete, ou o factóide mais recente questionando o registro de Dr. Chicão, no Rio, o ex-PT e o PDT também recorrem a golpes baixos como este contra Gabeira.
Os panfletos, que associavam o candidato Verde à César Maia, foram apreendidos pela Justiça eleitoral na gráfica da Ediouro, tinham sido encomendados pelo Partido dos Trabalhadores. Que papelão "companheiro" Alberes!

FOTO: Marcos Tristão (Agência GLOBO)

ATUALIZAÇÃO às 15:02
Segundo o blog do Noblat o Presidente do Diretório Municipal do PT, Alberes Lima reconheceu que pagou R$ 42 mil pelos 3 milhões de panfletos contra Gabeira recolhidos pelo TRE. Ele tentou se defnder e classicar como autoritária a ação da Justiça:
- O PT tem candidato no Rio no segundo turno. Mas esse não é um panfleto pró-Paes. É meu direito de liberdade. Estamos na ditadura militar? Não estamos fazendo nada às escuras. A apreensão é arbitrária, para beneficiar o Gabeira. Agora vão amordaçar os partidos?
O ilustrado "companheiro" só esquece que na Democracia, no Estado democrático de direito, há que se observar a LEI!

14 comentários:

Xacal disse...

Sinceramente, Fábio,

Você tem andado meio "estranho"....

Ora, fazes questão do cumprimento da lei para impedir a divulgação da mensagem contra o udenista fashion gabeira (tudo bem eu concordo), mas reclama do cumprimento da lei quando é para punir morreu odete, ou questionar os prazos de incompatibilização do chicão...?

afinal é lei para todos, ou só para os "inimigos"...?

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Queridíssimo Xacal,

De forma alguma estamos contra a Lei.
O que queremos discutir na verdade são as - lamentáveis - atitudes políticas.
No caso do Dr. Chicão - que não sei se pode ser classificado de meu "amigo", embora nada tenha contra ele, que, aliás, foi figura importante em um dos momentos mais felizes da minha vida - já ouvi de confiáveis juristas de que não há reparo ao seu registro, que aliás foi acatado, ao contrário do de Arnaldo. O que parece haver é um desesperado factóide dos "telhadeiros", que ainda seria extemporâneo, e passível de ser classificado como o que os advogados chamam de "litigância de má fé", não é isso? Estou aberto a ouvir reparos ou melhor juízo.

No caso da exibição da imagem de LULA no programa do PCdoB, pode haver direito, mas foi um excesso a atitude do DM local, que inclusive nem teria condições de contratar a banca que o representou na ação. O próprio Presidente destaca que seu governo é de coalizão e reúne vários e heterogêneos aliados. Por isso foram gravadas mensagens "genéricas". Ninguém ignora que para o governo, em alguns municípios a eleição de alguns aliados seria mais interessante do que a eleição de alguns petistas. Assim, seria leal que se flexibilizasse a observação de ações no que se refere ao "filiado" Lula, que inclusive tem domicílio eleitoral em São Bernardo e não em Campos. Além disso, o PCdoB é um aliado importante e estratégico do PT há muito tempo, e tem se mantido assim no governo. No âmbito local deu mesmo a vice a Makhoul na eleição de 2006.

São questões bem diferentes da atitude do parvo Alberes, que quer ter o "direito" de, deliberadamente, descumprir a Legislação. Deveria ter feito consulta jurídica antes de encomendar os panfletos.

Xacal disse...

Ahhh, a discussão é política...! Bom, nesse caso você concordará que o ex-pt do rj tem o direito de demarcar as contradições políticas da chapa gabeira, que se arvora de modernidade, mas carrega consigo o que de mais arcaico existe na política fluminense...

gabeira segue os passos do roberto freire...e da marta suplicy em sp...


Quanto ao registro de chicão, consulte de novo seus juristas: há aqueles que pensam que existem vícios que podem ser questionados a qualquer tempo, pela sua natureza...

servidores públicos têm prazo determinado para desencompatibilizar e concorrer, qualquer que seja o cargo...

quanto a morreu odete, o nome já diz morreu odete...o pc do b, bem, do pc do b eu e você sabemos bem como funciona o parasitismo político da sigla, mas vou permitir a vc não tecer comentários, assim vc se preserva...

Gervásio Neto disse...

Quando se pensa que o ex-PT não pode fazer mais besteiras, ele aparece e nos surpreende....
Francamente!!!!!
Se aqui o ex-PT perdeu a chance de participar de um momento de real mudança, o partido na Capital nos oferece esse espetáculo extremamente vergonhoso!!!!
Voto Nulo aqui!!!!
E quero GABEIRA lá!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Salve Xacal!!!!!!!!!

felixmanhaes disse...

Fábio, estamos de volta e fico contente quando você e outros companheiros começam a tomar posições políticas, sem muito se importar com os que pensam o contrário A situação hoje em Campos está estabelecida. Ou é o voto nulo ou uma das duas alternativas:15 ou 12. Particularmente, antes que alguém diga que a minha opinião pouco importa, devo dizer que aposto muito no instituto da alternância do poder, onde quem sai terá que repensar a sua atuação à frente de uma Prefeitura e quem entra terá que proceder melhor que a anterior, sob pena de também ser substituída, produzindo assim um natural aperfeiçoamento do proceder na gestão pública. Um abraço fraterno.

Edmilson disse...

Sou professor, filiado ao SEPE e não estou entendendo mais nada. Cadê o Fábio que nos convocava contra o casal Garotinho? Nào pode ser o mesmo que hoje os apóia. Fico pensando aonde está a coerência? Tudo tem um preço? Pobre educação nas mãos de sindicalistas assim.

Anônimo disse...

Tá vendo Fábio,tanta empolgação e argumentos sincronizados com a turma da lapa da margem pro pessoal perceber sua clara simpatia e escolha neste segundo turno.O que hà de errado?Do ponto de vista eleitoral nada pois é o momento de escolhas,porém do ponto de vista da coerência fica a dúvida.Depois é passar 4 anos tendo que se justificar,alias como já aconteceu co os integrantes do "sou PT(ou ex-pt),voto FEIJÓ"!!!

Flávio Mussa Tavares disse...

A chapa "coração de Campos" , através de seu corpo jurídico tenta criar um factóide,
levando a falsa idéia de que meu amigo e colega Dr. Francisco Oliveira, o Dr. Chicão estaria em vias de impugnação.
Um grande veículo de comunicação local, num lamentável envolvimento, denotando total falta de espírito democrático e jornalístico veicula de modo absolutamente irresponsável e vergonhoso esse embróglio.

Disse sabiamente Chicão à imprensa livre:

“Tenho meu registro de candidatura deferido, sem nenhuma pendência, aprovado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro (TRE/RJ). A tentativa do candidato oponente (Arnaldo Vianna) em querer impugnar minha candidatura e assim pedir a anulação dos mais de 118 mil votos que a população de Campos deu a Rosinha é coisa absurda. Alegar que me desincompatibilizei fora do prazo demonstra mais uma mentira dentre tantas que tentam converter em verdade, apenas para tumultuar e desequilibrar o pleito, porque sabem que vão perder nas urnas”.

“Os advogados do candidato oponente estão apenas querendo criar um fato político, com a intenção de diminuir o crescimento da candidatura da Rosinha. Como todas as mentiras que apresentam para a população não fazem o efeito desejado, tentam agora criar um fato, com nuances de falso teor jurídico, na tentativa de confundir os eleitores. A ação que pede a cassação do meu registro não tem embasamento jurídico. Tenho registro aprovado pelo TRE. Já houve a eleição em primeiro turno, com resultado homologado pelo TSE e, por isso, estamos muito tranqüilos sobre mais essa tentativa, que está embasada na mentira”,


Rosemary Lopes de Carvalho, que defende os candidatos da Coligação Muda Campos, da candidata Rosinha e Dr. Chicão.

“Do ponto de vista jurídico, a ação com pedido de revogação da candidatura do Dr. Chicão é mesmo inexeqüível; não tem fundamento e é por isso que estamos tranqüilos. Deve ter ocorrido um equívoco na interpretação dos advogados oponentes. O Dr. Chicão se desincompatibilizou do cargo no momento certo. Deve ter ocorrido um erro de avaliação e o pedido improcedente não vai ter eco na Justiça.”

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Caro "Edmilson",
Caro"anônimo",

Em primeiro lugar, o blogueiro não produziu aqui - até agora - nenhuma declaração de voto com relação a "escolha" no segundo turno. Ao contrárrio do primeiro, quando manifestamos claramente o apoio à Professora Odete.
Melhor dizendo, já disse que NÃO votarei em Arnaldo em nehuma hipótese! Mas ainda restam duas alternativas...

O que tenho feito é exercer a capacidade de crítica e reflexão que sempre pautou a proposta do blog. Pelo jeito, hoje basta bom senso e coerência para que qualquer analista seja identificado como adepto do voto nulo, ou... eleitor de Rosinha!
Mas não vou açodar este debate, para o qual o meu amigo Félix - dirigente do ex-PT - dá pistas interessantes para quem quer avançar nele. Não é minha intenção!

Lembro ainda ao "Edmilson" que é um erro confundir demandas e lutas específicas, e legítimas, de uma categoria com uma análise política mais ampla, universal, e com uma hipotética opção eleitoral de um CIDADÃO, este vem antes do "sindicalista" e do corporativismo! Particularmente, não recuo das críticas que fiz aos Governadores Garotinho e Rosinha no que se refere a gestão da educação pública no Estado. Mas não me parece honesto adotar a postura corporativista e egoísta de colocar essa nossa situação específica no centro de um debate que envolve toda a sociedade campista, inclusive, e sobretudo, os excluídos. ainda assim devo salientar que como não sou "sindicalista" profissional, não intenciono participar da próxima gestão do SEPE, assim você poderá inclusive participar diretamente do pleito ou contribuir com novas idéias para a luta da categoria, se me convencer poderá ter meu apoio, ou meu voto. Finalmente, sobre "preço" deve esntender bem quem faz a opção pelo "Telhado de Vidro"!

Flavia disse...

Isso mesmo Fábio, estou contigo...temos que pensar no coletivo, na cidade de Campos, não apenas na classe de professores...Parabéns pelas colocações, e como disse, me mostrem argumentos para a não opção de uma alternância de poder...no executivo e na câmara de vereadores...

Manoel Caetano disse...

Finalmente encontro alguma lucidez neste debate sobre o segundo turno em Campos.

Parabéns ao Félix e ao Fábio pela sensatez e pelo bom senso. E, sobretudo, pela capacidade de perceber que a Cidade de Campos está muita além de nossos umbigos e picuinhas pessoais.

Quanto a última "piadinha" dos telhadeiros, uma questão:

Se existe fundamento jurídico para impugnar o chicão, porque só agora fizeram o pedido?

E porque seu registro foi deferido pela justiça eleitoral de Campos e pelo TRE?

Há! Já sei! Eles só descobriram agora né? Conta outra.

O pior é que têm certos personagens que são "honestos" e "coerentes" demais para se "sujar" fazendo uma escolha entre Arnaldo e Rosinha, mas que esquecem totalmente da ética quando lhes convém.

Agora entendo porque certas figuras preferem manter-se escondidas atrás do anonimato e de pseudônimos, assim não precisam se responsabilizar pelas asneiras e inverdades que ajudam a promover com polêmicas infundadas.

Anônimo disse...

Como professor estadual há 14 anos,militante das causas da categoria; agora, recentemente convocado pelo concurso municipal, desejo que, caso a candidata do Garotinho vença, não mande a Guarda Municipal nos BATER, fato que sofremos na esfera estadual. Há pessoas de vários tipos, porém a mais desprezível é aquela que se vende.

luiz cesar disse...

em nome da elegância, solicito exclusão de toda e qualquer participação minha em comentários anteriores;grato.