segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Avanços?

Timidamente, vão surgindo novidades no contexto da rede estadual de educação.
Os salários pagos na última semana já vieram com o - ainda insuficiente - reajuste de 8% nos vencimentos.
A partir de hoje, estão abertas as inscrições para novo concurso da SEE, organizado pela FESP, para formação de cadastro nas áreas de Língua Portuguesa, Alemão, Espanhol, Francês, Inglês, Italiano, Artes, Educação Física, Ciências Físicas e Biológicas, Biologia, Matemática, Química, História, Geografia, Filosofia e Sociologia. Ruim que o edital não defina vagas, mas o anuncio de expectativa de contratação de 15 mil docentes, se confirmado, representará o primeiro ato concreto de boa vontade no sentido de enfrentar acrônica carência de profissionais em mais de 10 anos! (As inscrições seguem até o próximo dia 31 - clique aqui e se inscreva.)
Também parece positivo o anuncio, feito pela Secretária Tereza Porto há dez dias, da intenção do governo em incorporar gradativamente, até o início de 2009, a gratificação do antigo Programa Nova Escola. Reivindicação antiga da categoria.
Ainda é cedo para fazer comentários mais animadores e criar muitas expectativas. Prudência e caldo de galinha nunca é demais, sobretudo quando se fala em SEE RJ.
Mas os pontos destacados dialogam com as principais reivindicações apresentadas pela luta dos profissionais da rede estadual de educação nos últimos anos. Pode ser que algo novo esteja surgindo num cenário de estagnação que já dura quase 15 anos.

3 comentários:

Tia Regina disse...

É bom lembrar que desses 15 anos de estagnação a maior parte se deveu aos governos de Garotinho e Rosinha...
Pobre Campos!

Anônimo disse...

Professor não pode ter memória curta. Senão dará suas aulas com livro respondido sobre a mesa.
Em 8 anos os alunos da rede estadual de educação saiu perdendo: informática nas escolas (Rosinha reitirou os professores PTI, retirou os teatros das escolas, os coordenadores de área q/ faziam a integração entre as disciplinas, fechou mais de 80 escolas do estado por falta de professores, retirou os as aulas de Educ. Artística da maioria das escolas, alunos do Ens. Médio terminavam o curso sem ter tido uma aula de Física, de Química, de Biologia, deu o maior aumento no salário mínimo estadual para os cidadãos pagarem aos seus funcionários, e o Professor com graduação e Pós Graduação recebe hoje: R$ 486,00. Que herança!!!) Quando os professores foram ao Palácio Guanabara, ela mandou todos irem vender Avon para complementar a renda.
Povo que vota 15, está preocupado com uma nova greve..........de fome, agora não só de garotinho, mas também da rosinha......

Anônimo disse...

Votar 15,
é esquecer rapidamente....
Esqueceram que Campos perdeu a Refinaria.
O casal é tão pobre! Dá dó, a declaração de bens de rosinha ao TRE...

pensa que todos os campistas são idiotas. Realmente há muitos sim. Mas, estou fora.
Garotinho, rosinha, Silveirinha, Álvaro Lins, Ranulfo vidigal....

E a segurança no estado?
E a aprovação automática nas escolas?
Já tem analfabeto se formando em medicina...